Top

Aço baixo teor carbono:

Revestimento contínuo por imersão a quente. Galvanizado.

  Composição química
Classificação simbólica Classificação
 numérica  
Norma Europeia (EN) Tipos de revestimento disponíveis C máx. Si máx. Mn máx. P máx. S máx. Ti máx. Al total Nb máx.
DX51D 1.0226 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,18 0,50 1,20 0,12 0,045 0,30 - -
DX52D 1.0350 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,12 0,50 0,60 0,10 0,045 0,30 - -
DX53D 1.0355 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,12 0,50 0,60 0,10 0,045 0,30    
DX54D 1.0306 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,12 0,50 0,60 0,10 0,045 0,30 - -
DX56D 1.0322 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,12 0,50 0,60 0,10 0,045 0,30 - -
HX300LAD 1.0932 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,11 0,50 1,00 0,030 0,025 0,15 ≤ 0,1 0,09
HX420LAD 1.0935 EN 10346 +Z +ZA +AZ 0,11 0,50 1,40 0,030 0,025 0,15 ≥ 0,015 0,09

 

Tipo de revestimento Descrição
+Z Produtos Galvanizados (Zinco)
+ZA Produtos revestidos com liga de Zinco-Alumínio
+AZ Produtos revestidos com liga de Alumínio-Zinco

Nota: Existe a possibilidade de fornecimento de fitas com revestimentos +ZF (Zinco-Ferro) e +AS (Alumínio-Silício).

 

  Equivalências internacionais aproximadas
Classificação simbólica Classificação
 numérica  
Norma Europeia (EN) EUA (AISI) JAPÃO (JIS) CHINA (GB)
                 
DX51D + Z 1.0226 EN 10346 CS Types A, B, C A653 - - DX51D + Z GB/T 2518
DX52D + Z 1.0350 EN 10346            
DX53D + Z 1.0355 EN 10346            
DX54D + Z 1.0306 EN 10346            
DX56D + Z 1.0322 EN 10346            
HX300LAD + Z 1.0932 EN 10346            
HX420LAD + Z 1.0935 EN 10346            
  Propriedades mecânicas e requisitos de dureza
  Limite elástico Resistência à tração Alargamento
Classificação simbólica Classificação
 numérica 
Norma Europeia (EN) ReL Mpa Rm MPa A80 1) % mín.
DX51D 1.0226 EN 10346 - 270 - 500 22
DX52D 1.0350 EN 10346 140 - 300 270 - 420 26
DX53D 1.0355 EN 10346 140 - 260 270 - 380 30
DX54D 1.0306 EN 10346 120 - 220 260 - 350 36
DX56D 1.0322 EN 10346 120 - 180 260 - 350 39

1) Os valores mínimos de alargamento diminuem em 4 unidades para espessuras t ≤ 0,50 mm e em 2 unidades para espessuras entre 0,50 mm < t ≤ 0,70 mm.

 

  Propriedades mecânicas e requisitos de dureza
Classificação simbólica Classificação
 numérica 
Norma Europeia (EN) Limite convencional em Rp0,2 MPa Resistência à tração Rm Mpa Alargamento A802), mín.
HX300LAD 1.0932 EN 10346 300 - 380 380 - 480 23
HX420LAD 1.0935 EN 10346 420 - 520 470 - 590 17

2) Os valores mínimos de alargamento diminuem em 4 unidades para espessuras t ≤ 0,50 mm e em 2 unidades para espessuras entre 0,50 mm < t ≤ 0,70 mm.

QUALIDADE SUPERFICIAL

CARACTERÍSTICAS DOS REVESTIMENTOS 

AÇO GALVANIZADO CONFORME EN 10142

 

MASSA DE REVESTIMENTO

Designação do revestimento Massa total mínima de revestimento, ambas as superfícies g/m2 Valores indicativos teóricos para a espessura do revestimento por superfície, no ensaio de um ponto (µm) Densidade g/cm3
Ensaio de três pontos Ensaio de um ponto Valor habitual Intervalo
Z100 100 85 7 5-12 7,1
Z140 140 120 10 7-15 7,1
Z275 275 235 20 15-27 7,1
Z450 450 385 32 24-42 7,1
ZA095 95 80 7 5-12 6,9
ZA185 185 155 14 10-20 6,9
AZ100 100 85 13 9-19 3,8
AZ150 150 130 20 15-27 3,8

 

ACABAMENTO DO REVESTIMENTO

Produto Tipo Descrição
Produtos galvanizados (Z) Floreado normal (N) Este acabamento resulta da solidificação natural do revestimento de zinco. Consoante as condições de galvanização, pode não obter-se floreado ou obter-se cristais de zinco de tamanho e de floreado diferentes. Isto não afeta a qualidade do revestimento. Se for pretendido um floreado acentuado, deve indicar-se expressamente no momento de solicitar a oferta e efetuar o pedido.
Floreado mínimo (M) Este acabamento é obtido através do controlo adequado do processo de solidificação. A superfície terá uma redução do floreado, em alguns casos, não visível a olho nu. Este acabamento pode ser solicitado se o floreado normal (N) não satisfizer os requisitos de aparência da superfície.
Sin Flor (SF) Fuera de Norma existe la capacidad de suministro sin flor
Productos recubiertos con aleación de cinc-aluminio (ZA) El acabado del recubrimiento tiene un lustre metálico que es resultado del crecimiento libre de los cristales de zinc-aluminio durante la solidificación normal. Pueden aparecer cristales de diferentes tamaños y floreado dependiendo de las condiciones de fabricación. Esto no afecta a la claridad del recubrimiento.
Produtos revestidos com liga de alumínio-zinco (AZ) Os produtos devem ser fornecidos com um floreado normal. O floreado normal é um acabamento superficial, que apresenta um brilho metálico resultante do crescimento livre dos cristais de alumínio-zinco durante a solidificação normal.

 

QUALIDADE SUPERFICIAL

Qualidade Descrição
Acabamento comum (A): São admissíveis imperfeições, tais como granulados, marcas, estrias, pontos, variações na aparência da superfície, manchas escuras, leves riscas e pequenos defeitos de passivação. Podem surgir defeitos de desnível por tração ou sobre-espessuras locais. Também é possível o surgimento de canelado nas bobinas e linhas de cedência.
Acabamento melhorado (B): A qualidade superficial B é obtida por passagem superficial ("skin-pass"). Com este acabamento superficial, são admissíveis pequenas imperfeições, tais como defeitos de desnível por tração, marcas de "skin-pass", leves riscos, defeitos da estrutura superficial, sobre-espessuras e leves defeitos de passivação. NOTA: para aplicações especiais e mediante acordo no momento de solicitar a oferta e efetuar o pedido, os produtos revestidos de alumínio-silício por imersão a frio (AS) podem ser fornecidos com aparência brilhante. Neste caso, a superfície é de tipo "B".
Qualidade superior (C): A qualidade superficial C é obtida por passagem superficial ("skin-pass"). A superfície controlada deve tornar possível a aplicação de uma acabamento de pintura de alta qualidade. A outra superfície deve ter, pelo menos, as características superficiais da qualidade B
Rugosidade No momento de solicitar a oferta e efetuar o pedido, deve ser solicitado um intervalo de rugosidade da superfície (valores Ra) e a sua verificação. Isto não é aplicável à condição de "skin-pass" (qualidade superficial A).
 

 

TRATAMENTO SUPERFICIAL DE PROTEÇÃO

Acabamento Descrição
Passivação química (C) A passivação química protege a superfície contra a humidade e reduz o risco de formação de produtos de corrosão durante o armazenamento e transporte. As variações locais de cor resultantes deste tratamento são admissíveis e não afetam a qualidade.
Lubrificação (O) Este tratamento também reduz o risco de formação de produtos de corrosão. Deve ser possível retirar a camada de óleo com dissolventes desengordurantes adequados que não afetem negativamente o revestimento.
Passivação química e lubrificação (CO) Pode ser estabelecido um acordo sobre a combinação destes tratamentos superficiais, caso seja necessário aumentar a proteção contra a formação de produtos de corrosão.
Fosfatação (P) Este tratamento melhora a aderência e o efeito protetor do revestimento, aplicado pelo encarregado do processo. Reduz também o risco de corrosão durante o transporte e o armazenamento.
Fosfatação e lubrificação (PO) A combinação da fosfatação e lubrificação (PO) pode melhorar a capacidade de conformação
Selagem (S) Aplicação de um revestimento transparente de película orgânica mediante acordo, numa ou nas duas faces, de aproximadamente 1 g/m². Este tratamento oferece proteção adicional contra a corrosão, consoante a sua natureza, e um aumento da proteção contra marcas de impressões digitais. Pode melhorar as características de deslizamento durante as operações de conformação e pode ser utilizado como primário para um processo de pintura posterior. O revestimento tipo S deve ser acordado no momento de solicitar a oferta e efetuar o pedido.
Não tratado (U)  

Se o comprador não necessitar que as superfícies sejam lubrificadas e/ou passivadas quimicamente, isto deve ser claramente indicado no momento de solicitar a oferta e efetuar o pedido.

TOLERÂNCIAS ESPESSURA

Tolerâncias de espessura conforme EN 10143 para larguras nominais.   
  DX51D DX53D, DX54D, DX56D HX300LAD HX420LAD
Espessura nominal t Tolerâncias normais para uma largura nominal w Tolerâncias restringidas (S) para uma largura nominal w Tolerâncias normais para uma largura nominal w Tolerâncias restringidas (S) para uma largura nominal w Tolerâncias normais para uma largura nominal w Tolerâncias restringidas (S) para uma largura nominal w Tolerâncias normais para uma largura nominal w Tolerâncias restringidas (S) para uma largura nominal w
1200 < w ≤ 1500  1200 < w ≤ 1500 1200 < w ≤ 1500 1200 < w ≤ 1500  1200 < w ≤ 1500  1200 < w ≤ 1500  1200 < w ≤ 1500  1200 < w ≤ 1500
0,20 < t ≤ 0,35 ± 0,06 ± 0,04 ± 0,5 ± 0,035 - - - -
0,35 < t ≤ 0,40 ± 0,06 ± 0,04 ± 0,5 ± 0,035 ± 0,06 ± 0,045 ± 0,07 ± 0,050
0,40 < t ≤ 0,60 ± 0,06 ± 0,045 ± 0,5 ± 0,040 ± 0,07 ± 0,050 ± 0,08 ± 0,060
0,60 < t ≤ 0,80 ± 0,07 ± 0,05 ± 0,6 ± 0,045 ± 0,08 ± 0,060 ± 0,09 ± 0,070
0,80 < t ≤ 1,00 ± 0,08 ± 0,06 ± 0,7 ± 0,050 ± 0,09 ± 0,070 ± 0,11 ± 0,080
1,00 < t ≤ 1,20 ± 0,09 ± 0,07 ± 0,8 ± 0,060 ± 0,11 ± 0,080 ± 0,13 ± 0,090
1,20 < t ≤ 1,60 ± 0,13 ± 0,08 ± 0,11 ± 0,070 ± 0,14 ± 0,090 ± 0,16 ± 0,110
1,60 < t ≤ 2,00 ± 0,15 ± 0,09 ± 0,13 ± 0,080 ± 0,17 ± 0,110 ± 0,19 ± 0,120
2,00 < t ≤ 2,50 ± 0,17 ± 0,12 ± 0,15 ± 0,100 ± 0,20 ± 0,130 ± 0,22 ± 0,150
2,50 < t ≤ 3,00 ± 0,20 ± 0,14 ± 0,17 ± 0,120 ± 0,22 ± 0,150 ± 0,25 ± 0,180
3,00 < t ≤ 5,00 ± 0,24 ± 0,18 ± 0,20 ± 0,16 ± 0,24 ± 0,18 ± 0,27 ± 0,24
5,00 < t ≤ 6,50 ± 0,25 ± 0,20 ± 0,22 ± 0,18 ± 0,25 ± 0,20 ± 0,29 ± 0,26

Medidas em mm.

 

TOLERÂNCIAS DE LARGURA

Tolerâncias em fitas largas obtidas por corte longitudinal de largura inferior a 600 mm.
    tolerancias de corte estándar para VINCO 1) Tolerâncias de largura para larguras nominais conforme a Norma EN 10143 de:
Classe de tolerância Espessura nominal t 3-15 15-50 50-150 >150 w < 125 125 ≤ w < 250 250 ≤ w < 400 400 ≤ w < 600
   t < 0,6 - - - - 0;+0,4 0;+0,5 0;+0,7 0;+1,0
  0,6 ≤  t < 1,0 - - - - 0;+0,5 0;+0,6 0;+0,9 0;+1,2
Normal 1,0 ≤  t < 2,0 - - - - 0;+0,6 0;+0,8 0;+1,1 0;+1,4
  2,0 ≤  t ≤ 3,0 - - - - 0;+0,7 0;+1,0 0;+1,3 0;+1,6
  3,0 <  t ≤ 5,0 - - - - 0;+0,8 0;+1,1 0;+1,4 0;+1,7
  5,0 <  t ≤ 6,5 - - - - 0;+0,9 0;+1,2 0;+1,5 0;+1,8
  0,20 ≤ t < 0,40 0;+0,15 0;+0,15 0;+0,15 0;+0,2 0;+0,2 0;+0,2 0;+0,3 0;+0,5
  0,40 ≤ t < 0,60 0;+0,17 0;+0,18 0;+0,20 0;+0,24 0;+0,2 0;+0,2 0;+0,3 0;+0,5
  0,60 ≤ t < 1,00 0;+0,17 0;+0,18 0;+0,20 0;+0,24 0;+0,2 0;+0,3 0;+0,4 0;+0,6
  1,00 ≤ t < 1,50 0;+0,20 0;+0,20 0;+0,20 0;+0,3 0;+0,3 0;+0,4 0;+0,5 0;+0,7
Restringida (S) 1,50 ≤ t < 2,00 sob acordo comercial 0;+0,26 0;+0,30 0;+0,32 0;+0,3 0;+0,4 0;+0,5 0;+0,7
  2,00 ≤ t < 2,50 sob acordo comercial 0;+0,26 0;+0,30 0;+0,32 0;+0,4 0;+0,5 0;+0,6 0;+0,8
  2,50 ≤ t ≤ 3,00 sob acordo comercial sob acordo comercial 0;+0,32 0;+0,35 0;+0,4 0;+0,5 0;+0,6 0;+0,8
  3,00 < t ≤ 5,00 sob acordo comercial sob acordo comercial 0;+0,32 0;+0,35 0;+0,5 0;+0,6 0;+0,7 0;+0,9
  5,0 < t ≤ 6,5 - - - - 0;+0,6 0;+0,7 0;+0,8 0;+1,0

Medidas em mm.
1) Outras tolerâncias dimensionais mais restringidas são exequíveis sob acordo comercial.

 

 

TOLERÂNCIAS DE FLEXÃO

Largura nominal (W) Tolerâncias de curvatura das extremidades sob acordo comercial
Desvio máximo
2000 mm
Espessura (t)
t ≤ 1,20 mm t > 1,20 mm
3 ≤ W < 6 10,00 15,00
6 < W ≤  10 8,00 12,00
10 < W ≤  20 4,00 6,00
20 < W ≤  350 2,00 4,00

Medidas em mm.

* Os dados contidos no presente website são meramente informativos e não constituem, em caso algum, condições contratuais de fornecimento. Salvo erro ou omissão.
Localizador de produtoBanda, arame e rede metálica.